A maioria dos testes internacionais de certificação, como o TOEFL e o GMAT, tem validade de 2 anos, porque o nível linguístico em idioma estrangeiro é perecível. Mesmo que uma pessoa tenha estudado até o nível avançado, se ela ficar 2 anos ou mais sem estudar, haverá perda de conteúdo e de fluência (a menos que ela use com frequência para desempenhar suas funções). Mas o contrário também pode acontecer: se o aluno continuar estudando, neste mesmo período, poderá ter melhorado o seu nível.

GMAT significa Graduate Management Admission Test. É uma prova de admissão exigida pela maioria das escolas de negócios nos Estados Unidos e Europa. O exame vai além do simples domínio do inglês: mede as habilidades matemáticas, de análise de dados, verbais e de leitura e escrita analítica dos candidatos ao MBA e a cursos de pós-graduação. Esse teste mede a inteligência mental, ou seja, a habilidade de tomar decisões sob pressão de tempo.

Leia Mais

Dominar o inglês é muito importante tanto no mundo corporativo quanto no acadêmico. Se você deseja estudar fora, as universidades internacionais precisam garantir que os candidatos tenham conhecimento suficiente do inglês tanto para entenderem quanto para se comunicarem nas aulas e realizar as atividades propostas. Neste caso, a ferramenta utilizada no processo de admissão é o teste de proficiência, sendo os mais comuns o TOEFL e o GMAT.

Os testes em formato de múltipla escolha cobram conteúdo variado. No caso do TOEFL, por exemplo, é cobrado um conteúdo mais escolar, com textos de História, Biologia, Geografia etc. O avaliado tem de mostrar conhecimento sobre um conteúdo com o qual ele pode não ter muito contato, não ter estudado ou até ter esquecido. No caso de teste oral, o avaliado usa estruturas e vocabulário que conhece.

Leia Mais

Por que o processo de aprendizagem, às vezes, pode ser tão difícil?

Por que algumas pessoas parecem aprender tão facilmente um idioma estrangeiro enquanto outras precisam estudar e se dedicar muito e por mais tempo? Por que algumas delas desistem e não chegam à fluência desejada?

Leia Mais

Você estuda inglês há mais de cinco anos e não é fluente? Então é hora de analisar como você está (ou não está) aprendendo. Para começar, responda para você mesmo estas perguntas:

Leia Mais

O ensino de idiomas mais eficaz demanda personalização, flexibilidade e autonomia. Nós sabemos exatamente como tornar o ensino relevante a ponto de engajar todos os alunos. O primeiro passo é realizar o Levantamento de Necessidades e Expectativas. Trata-se de uma experiência que explora o repertório, estilo de aprendizagem, metas e desafios de quem precisa se comunicar em um idioma estrangeiro para desempenhar suas funções.

Muito além de uma simples avaliação inicial de nível, o Levantamento de Necessidades e Expectativas ajuda a traçar uma imagem detalhada da proficiência e dos resultados que o aluno deseja alcançar ou que a empresa estabeleceu para a sua carreira. Com esses dados, a Companhia de Idiomas faz a curadoria do conteúdo e desenha o roteiro pedagógico que será aplicado pelo professor e pelo aluno também.

Leia Mais

Muito se tem falado sobre o impacto da tecnologia no mundo corporativo. As ferramentas digitais são importantes aliadas no incremento da produtividade, otimização de processos, redução de custos, dados super precisos auxiliando as tomadas de decisão.

A tecnologia também está fazendo grande diferença em treinamento e educação, capacitando as pessoas nas mais diversas competências e esferas, e o aprendizado do idioma estrangeiro não fica de fora dessa tendência. Porém, é preciso uma mudança de mindset quanto ao estudo de uma língua como o inglês, porque ainda nos deparamos com muitas pessoas acreditando que as aulas presenciais são a solução para atingir a meta de fluência.

Aprender um novo idioma demanda tempo e dedicação. Por isso, se você está pensando em contratar um curso online, considere as seguintes dicas na definição da melhor opção:

Leia Mais

WhatsApp chat