Nossa história é formada pela interação com as pessoas que ainda marcam e marcaram nossa vida. Pais, irmãos, tios, avós, amigos, professores, chefes, pares. Só que é a nossa família a grande responsável pela construção de nosso caráter, valores e crenças, depois vem a escola.

Quando somos crianças não temos maturidade para julgar e selecionar que comportamentos e atitudes serão mais interessantes para a nossa vida pessoal e profissional. A questão é que, nos primeiros anos de vida, registramos, muito fortemente, padrões de comportamento e modelos mentais. À medida que crescemos, passamos a ter um senso crítico mais apurado e entendemos certas reações que temos.

[CORTAR]O desafio é mudar as nossas características limitadoras e incrementar nossos potenciais. Diante disso, eu pergunto a você professor, quem você leva para a sala de aula?

Um adulto que acredita e age 100% de acordo com a sua história sem questionamento ou um adulto que respeita a criança que foi, a educação que teve, mas busca se conhecer cada vez mais e minimizar o impacto de seus pontos a desenvolver?

Faça o balanço:

1) Quais competências são necessárias para ser um ótimo professor?

comprometimento, flexibilidade, auto-confiança, comunicação, saber ouvir, buscar conhecimento sempre, foco nos resultados dos alunos, ser aberto a servir, organização, ótima fluência do idioma, didática, interesse genuíno nos alunos.

2) Quantas você tem?

3) Qual é o seu plano para buscar as competências que não tem ou que precisam ser melhoradas?

WhatsApp chat