Você já começou a se preparar para os mega eventos que acontecerão no brasil – copa do mundo 2014 e olimpíadas 2016?

O Brasil vai receber dois grandes eventos nos próximos anos, a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016. O país todo está se preparando estruturalmente para receber pessoas do mundo inteiro e uma das maiores preocupações será a comunicação em diferentes idiomas.

[CORTAR]Apesar de ser muito conhecido pela sua hospitalidade, o Brasil também deve desenvolver suas habilidades de línguas, principalmente para receber eventos de tamanha proporção. Além de toda a infra-estrutura necessária para os atletas e turistas, as pessoas envolvidas direta ou indiretamente também precisarão estar prontas para o desafio de relacionar-se adequadamente com este público altamente exigente.
Serão pessoas do mundo inteiro aqui no Brasil, consumindo e visitando, e quem pensa que falar portuñol com esses clientes e turistas será aceitável e produtivo, está enganado. Ter pessoal capacitado para falar e compreender o Espanhol, é muito apreciado pelos clientes e pode refletir positivamente nas vendas e na imagem do País.

Nos próximos 4 anos, a procura de cursos rápidos de idiomas vai crescer e uma dica é escolher línguas que são bastante difundidas e utilizadas, como o inglês e o espanhol. Você sabia que o espanhol é a 4ª língua mais falada no mundo? O idioma perde apenas para o Inglês, o Mandarim e o Hindu.
Por isso, mãos à obra! É importante começar a estudar o idioma o quanto antes, participar de cursos especializados em vendas e negociação, e já se manter atualizado das oportunidades que as empresas, redes hoteleiras, restaurantes, lojas e etc. oferecem. Certamente haverá oportunidades para todos que começarem desde já a aprender idiomas.

Conhecer outras línguas é um bem adquirido para a vida toda. No caso do idioma Espanhol, ainda existe uma outra vantagem para o Brasileiro: O crescimento do mercado Latino-Americano e a liderança cada vez maior do Brasil no continente, o que exige cada vez mais dos profissionais a aptidão de atender, negociar e vender em bom Espanhol.

Durante uma negociação, por exemplo, dominar o idioma transmite credibilidade e segurança à pessoa com quem se está negociando. Além disso, existem peculiaridades de cada nação, no momento da negociação; Uruguaios e Argentinos, por exemplo, apreciam a necessária proximidade profissional, no decorrer do processo de negociação. Os Uruguaios, durante as reuniões, preferem cores sóbrias para a apresentação do vestuário profissional. O Argentino é um negociante firme, de presença, perfil internacional e aberto para o mundo, porém muito apegado a suas tradições e cultura.

Já os Venezuelanos, costumam agir de maneira bastante informal. Uma dica é não se ofender com a quantidade de palavrões durante uma reunião, já que faz parte da cultura local. Já os Colombianos e os Mexicanos, no extremo oposto, mantêm um ambiente bastante formal e apreciam as cerimonialidades. No Chile, uma particularidade é a necessidade que o Chileno tem de conhecer a casa de seu parceiro de negócio, para desenvolver maior confiança e fechar um negócio. Os Espanhóis, podem ser duros na negociação, sendo necessário ter paciência e estar bem preparado e disposto a neutralizar inflexibilidades. Como via de regra, na América Latina, é bom saber que uma reunião que começa com “Usted”, sempre deve finalizar com “Tu”, para sair negócio.

Curiosidades como estas, podem fazer a diferença para quem está aprendendo uma nova língua, pois aproxima o idioma da vida real, faz compreender melhor por que as palavras são faladas de determinadas maneiras, sotaques e gírias, facilitam o aprendizado e tornam o aluno cada vez mais interessado.

Artigos em Destaque

WhatsApp chat